Decorreu nos dias 21 a 29 de janeiro, nas 14 turmas do 10º da ESPBS, no âmbito do Projeto de Promoção e Educação para a Saúde, sessões de sensibilização dos jovens para o Saber Beber. A atividade foi dinamizada pelas parceiras de Saúde Escolar: Enfermeira Arminda Azevedo, Enfermeira Lurdes e Dr. Daniel Dias, e teve por objetivo educar e informar os alunos para a importância do serem jovens adultos e cidadãos responsáveis face ao consumo de bebidas alcoólicas.

Foi utilizada uma metodologia interativa e motivadora, tendo como ponto de partida os conhecimentos e as vivências dos alunos e dos palestrantes. Estes testemunharam situações degradantes do ser humano face ao consumo de álcool, por si vivenciadas quer no seu tempo de estudante, quer como profissionais de saúde. Os alunos foram elucidados acerca das consequências físicas, psíquicas e sociais do uso prematuro e abusivo das bebidas alcoólicas. Entre elas, a dependência, como forma de obtenção momentânea de prazer e de alegria, acarretando consequências maléficas com repercussões a curto prazo e ao longo da vida. Entre as consequências foram referidos, a perda de consciência responsável por estados inanimados e prostrados, a sinistralidade rodoviária, os abusos sexuais colaborantes e o consumo indesejado de estufacientes em locais de divertimento.

Os jovens foram alertados para o facto de serem os adultos da sociedade futura e que esta será promissora se eles se afirmarem pela positiva, não imitando as más atitudes dos adultos atuais, no que diz respeito à dependência em relação a substâncias psicoativas e outras adições sem substância. Ficaram ainda a saber que o homem, como ser vivo saudável, está dependente do meio ambiente, em termos de ar, água e amor. Acrescentaram ainda a importância do respeito pela satisfação das necessidades de dormir, enfatizando as condições ambientais imprescindíveis à satisfação do sono. Foi demonstrada ainda a importância do recurso à respiração e ao consumo de água como forma de relaxamento em momentos de tensão e de ansiedade, preservando a saúde mental.

Espera-se que esta intervenção dote os alunos de compentências nesta temática para que as mesmas tenham repercussões positivas na saúde mental da sociedade futura.